quinta-feira, 11 de março de 2010

Janeiro de 2010: email dos pais da EB 4 à Câmara Municipal de Lisboa

A 15 de Janeiro de 2010, um grupo de pais da Escola nº 4 Infanta D. Maria escreveu o seguinte email ao Vereador com o pelouro da Educação da Câmara Municipal de Lisboa, Dr. Manuel Brito:

Venho por meio desta contactá-lo em nome dos pais e encarregados de educação dos alunos da Escola nº4. A escola não possui uma Associação de Pais, mas neste momento unimo-nos para efectuar este contacto com a Câmara Municipal de Lisboa.

A Escola nº4 de Lisboa tem sede no Campo de Santa Clara, 144 (Junta de Freguesia de São Vicente de Fora) num edifício com mais de 100 anos, com espaço para acolher os seus alunos. Entretanto há mais de 5 anos o edifício apresentou problemas que colocavam os alunos em risco e os mesmos foram realojados em dois locais. Divididos entre 1º/2º ano e 3º/4º ano, as crianças passaram a estar nas instalações da Junta de Freguesia de São Vicente de Fora e na Sociedade Voz do Operário. Esta situação supostamente temporária, durou 4 longos anos, até que, em Março de 2009, após termos mantidos vários contactos com a antiga vereação (nomeadamente Dra. Rosária Alves), foram realizadas obras no edifício da Junta de Freguesia e os meninos passaram a estar todos sob o mesmo tecto.

Neste momento a Escola está a funcionar de modo adaptado, em diversos andares do edifício. Supostamente uma situação temporária. O maior problema neste momento é a falta de recreio. Os alunos estão a ter o seu espaço de lazer no corredor de acesso à Piscina de Alfama, uma passagem pública, com um Café, e pouquíssimas condições para o acolhimento dos mesmos. O maior problema do espaço é a segurança. Existem duas portas de acesso directo à rua, que permitem que qualquer desconhecido entre, ou qualquer criança saia. A vigília das auxiliares tem sido extrema, e até agora a situação tem estado sob controle. Mas, por exemplo, a poucos meses decorreram as filmagens de uma novela nos arredores e podia-se ver actores à fumarem e tomarem a bica no meio do recreio dos alunos primários.

A Escola nº4 é uma escola que tem uma sede centenária, uma das mais antigas escolas da cidade, com recreio, ginásio e um óptimo espaço e que necessita de obras. Estas obras estão previstas no Programa Escola Nova, onde a Câmara Municipal assegura que a reabilitação do edifício será realizada entre 2009 e 2010 e assim no ano lectivo 2010/2011 a mesma será uma escola primária para 277 alunos. Sabemos que este prazo já não é realizável.

No dia 24 de Junho de 2009 participei pessoalmente na Reunião Pública da CML realizada no Mercado de Santa Clara, onde a Exma. Sra. Dra. Vereadora Rosalia Vargas garantiu-me pessoalmente que acabava de assinar um documento referente ao assunto e que as obras do edifício da Escola iriam avançar. Ainda tentei estabelecer alguns contactos antes das eleições, mas sem sucesso.

Sabemos também que esta não é uma situação única. O parque escolar do centro de Lisboa está em mau estado. Das seis escolas primárias do Agrupamento Gil Vicente, poucas tem condições para o bom funcionamento, e a própria Gil Vicente está a passar por obras desastrosas. Mas somos residentes da área central da cidade e temos um parque escolar débil e esquecido. Quando vemos as escolas nas áreas mais novas da cidade questionamo-nos se o coração da cidade terá sido esquecido e se este é um dos motivos pela baixa densidade demográfica, e da população envelhecida.

Assim, gostaríamos de obter uma breve posição da V. parte sobre o assunto.

Colocamo-nos à disposição para maiores esclarecimentos e agradecemos desde já a V. disponibilidade para com o assunto."

Como resposta, foram
informados no dia 28 de Janeiro de 2010, pelo gabinete do Vereador Manuel Brito, que o assunto havia sido despachado ao Departamento de Educação e Juventude da Câmara Municipal de Lisboa


Dois anos depois, há desemvolvimentos muito importantes, vejam aqui!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Nota: só um membro deste blogue pode publicar um comentário.